REGIONAL

Cid entrega governo com "inchaço" nas contas do Estado

Governadores eleitos e reeleitos de 17 estados brasileiros terão dificuldades pela frente para cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal, e o grande problema é o excesso de despesas com pessoal, informa a edição deste domingo (30) do jornal O Globo.

Segundo a reportagem, o quadro é mais grave em Alagoas, Piauí, Paraíba e Sergipe, mas o Ceará não está fora dessa lista, e o governador eleito Camilo Santana (PT) terá sérias dificuldades pela frente.

Dois em cada três governadores deverão concluir seus mandatos no próximo mês deixando um legado fiscal duvidoso. A situação de inchaço das máquinas estaduais está pior do que a registrada quatro anos atrás. 

O número de estados em que a despesa com pessoal entrou na chamada “zona de risco” da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) cresceu 70% de lá para cá e, hoje, alguns deles já enfrentam problemas para pagar salários ou estão sob ameaça de intervenção. 

Em 2010, eram dez os governadores na “zona de risco” no fim do mandato. Agora, são 17. A maior parte está no Nordeste (AL, CE, PB, PE, PI, RN e SE). Quatro são do Norte (AP, RO, TO e PA), três do Sul (PR, RS e SC) e três do Centro-Oeste (DF, GO e MT).



Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.