CIDADE

Produção de arroz nas áreas de vazante sofre queda de 50%

Agricultores de arroz nas várzeas do Açude Orós, na região de Iguatu, estão amargando uma queda na produção em cerca de 50% em comparação ao ano de 2013. O distanciamento das águas do reservatório das áreas produtivas, o elevado custo de produção e o baixo preço do produto, são alguns dos fatores que vem causando falta de estímulo entre os agricultores para o investimento nesse tipo de lavoura.

Nesta época do ano o verde do arrozal nas várzeas do Orós contrasta com outras áreas do sertão cearense que está seco e a população enfrenta falta de água em suas residências. Na região do sítio Serrote, as máquinas trabalham sem parar. O processo de colheita é mecanizado, e deve durar até o mês de fevereiro próximo. 

Muitos agricultores têm reclamado da queda de preço do produto. A saca de 60 quilos de arroz em casca é adquirida por atravessadores e comerciantes por R$ 40,00, e com prazo de 90 dias para efetuar o pagamento. "O preço baixo desestimula a gente produzir", disse o agricultor Marconi Chagas. O agricultor ainda lamenta a falta de apoio do governo a agricultura. "A energia custa caro. Além disso, ainda temos gastos com trator, adubo, e outros", completou.



Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.