CIDADE

Colégio de Consultores elege Administrador da Diocese de Iguatu em janeiro

O Colégio de Consultores da Diocese de Iguatu se reúne no próximo dia 7 de janeiro para eleger o padre que será o administrador diocesano durante o período de vacância, até que o papa Francisco nomeie outro bispo para substituir dom João Costa, que será transferido para a cidade de Aracajú, capital de Sergipe. Dom João viaja no dia 2 de janeiro, e tomará posse no dia 4, assumindo a função de arcebispo Coadjutor. 

O Colégio de Consultores na Diocese de Iguatu é formado por seis sacerdotes: Afonso Queiroga; Ricardo Ferreira; Lázaro Augusto; Glauberto Oliveira; Anastácio Oliveira e Antonio Leandro.

A escolha deverá ser por meio de votação, mas pode ocorrer consenso. De acordo com o Direito Canônico, é exigida idade mínima de 35 anos para ser votado. Dessa forma, o padre Leandro poderá votar, mas não poderá ser votado. Um deles será escolhido administrador, embora os demais atuem conjuntamente, auxiliando e opinando.

O administrador diocesano não terá a mesma função de um bispo. Compete a ele animar a vivência pastoral, promovendo a unidade e incentivando a prática da fé, administrar o Sacramento da Crisma e responder pelas questões administrativas e jurídicas, exceto nos assuntos limitados pelo Código do Direito Canônico. Não pode transferir padres de paróquias e nem nomear párocos ou vigários paroquiais. Além disso, terá a função de preparar a diocese para a chegada do novo bispo. Seu governo interino cessará quando o novo bispo diocesano tomar posse e não há previsão para que isso aconteça.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.