POLICIAL

Mortes por pistolagem continuam no Vale do Salgado

A Delegacia Regional de Polícia Civil do Município de Icó, responsável por sete cidades do Vale do Salgado, confirmou nesta sexta-feira, 5, mais um homicídio.

Nas proximidades de Orós, foi assassinado por espingarda calibre 12, o indivíduo conhecido no mundo do crime como Edilson Gordo, pai do pistoleiro preso em Icó, na última semana, Bruno Barrão.

Barrão matou com 20 tiros de pistola calibre 380 o ex-presidiário Adriano Lima Cunha.

A polícia civil de Icó, tendo a frente o delegado Marcos Sandro, através de investigações, prisões e buscas e apreensões, descobriu que as mortes estão ocorrendo por guerra entre gangues de traficantes.

Ocorreu somente em Icó 12 homicídios em pouco mais de 100 dias.

Por decreto de prisão preventiva, foram presos no final de novembro, 11 homens com armas de grosso calibre, na operação policial "Sem Saída".

O Edilson Gordo, morto hoje, e seu filho Adriano Barrão, que se encontra preso em Juazeiro do Norte, estavam aterrorizando com tráfico de drogas e homicídios todo o Vale do Salgado e Região Jaguaribana.

O delegado Marcos Sandro disse a imprensa que as investigações continuam e que a Secretaria de Justiça do Estado e a Justiça de Icó, estão dando todo apoio para solucionar e prender os bandidos responsáveis por um série de homicídios, todos com requintes de perversidade, que aconteceu recentemente.



Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.