CIDADE

AGENOR NETO, o deputado que não tem medo de defender o CENTRO SUL


Tem repercutido de forma positiva na imprensa do Ceará, o posicionamento coerente do deputado estadual Agenor Neto (PMDB), que tem cobrado do governo do estado, de forma insistente, igualdade na distribuição dos recursos entre as regiões do estado. Em apenas dois meses, Agenor Neto tem sido uma “voz altiva” na Assembleia em defesa dos direitos dos mais necessitados. 

Agenor Neto, que obteve a sétima maior votação do Ceará nas últimas eleições, faz o que nenhum outro parlamentar teve a coragem de fazer nos últimos anos, para defender o Centro Sul. Talvez, por medo do governo. É provável.   

Na semana passada, durante seu pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, ele denunciou o descaso do governo com a saúde na sua região. E mostrou números. O Cariri e a região Norte são as mais privilegiadas.

O parlamentar também tem se mostrado preocupado com a questão da violência nas cidades do interior, e, recentemente, enviou ofícios ao secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS)  solicitando providências urgentes, com medidas efetivas que possam conter os casos de violência que atingem a região Centro Sul e parte do Sertão Central. Ele argumenta que o reduzido contingente policial nos pequenos municípios, além da falta de condições de trabalho, tem contribuído para que o índice de criminalidade aumente, deixando a população apavorada. 

Em relação ao atraso das obras do governo do estado na região, o parlamentar vai mais além, e cobra a inauguração e o funcionamento da Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu, cuja estrutura física está pronta desde o ano passado. Segundo ele, a atual delegacia de Iguatu funciona em uma casa improvisada, que não oferece condições dignas de trabalho e nem estrutura adequada para acomodar os detidos. “É uma situação inadmissível para uma cidade com o porte de Iguatu”, lamentou.

O deputado também pediu ao governo do estado o reinício das obras de construção da Praça da Juventude de Iguatu. De acordo com o parlamentar, as obras se encontram paralisadas há mais de um ano e sem perspectivas de recomeço. Ele argumenta que a conclusão do equipamento potencializará as ações de práticas esportivas, atividades recreativas, educativas, culturais e sociais, promovendo a inclusão social e melhorando a qualidade vida da população.

Agenor Neto lembra ainda, que além da Praça da Juventude, outras obras se encontram paralisadas em Iguatu, como é o caso da Cidade Universitária e da Ciretran. “Não podemos ficar calados esperando a boa vontade do governo do estado para concluir duas obras importantes, como é o caso da FATEC, ou Cidade Universitária, e a Ciretran. Isso é um absurdo”, disse o parlamentar.



Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.