NACIONAL

Ator Cláudio Marzo morre aos 74 anos


Morreu neste domingo, 22, no Rio de Janeiro, aos 74 anos, o ator Cláudio Marzo. O ator, que vinha enfrentando uma série de problemas de saúde nos últimos anos, estava internado desde o dia 4 de março na Clínica São Vicente, na Gávea , Zona Sul do Rio de Janeiro, com quadro infeccioso de pneumonia.

Saúde frágil
No início de fevereiro, Marzo já havia passado pouco mais de uma semana internado no mesmo hospital com quadro infeccioso, associado à insuficiência renal e a um enfisema descompensado, de acordo com boletim médico divulgado na ocasião e assinado pelo Doutor João Manuel Pedroso, clínico geral e cardiologista do ator.

Em dezembro de 2014, Marzo ficou internado por três dias no Centro de Tratamento Intensivo também na clínica São Vicente, com um quadro de arritmia cardíaca e pneumonia.
Cláudio já havia sido internado outras três vezes em 2013. A última, em novembro daquele ano, com quadro de hemorragia digestiva e diverticulite e, um mês antes, por conta de outra hemorragia digestiva. Em setembro, a causa que levou o ator para o hospital foi uma insuficiência respiratória associada a uma pneumonia.

Carreira e vida
O ator tem três filhos: Bento, de seu casamento com a atriz Xuxa Lopes; Alexandra Marzo, de sua união com Betty Faria, e Diogo, de seu relacionamento com Denise Dumont. Seu último trabalho na televisão foi no último trabalho na Globo foi no seriado "Guerra e Paz", em 2008. Sua última novela foi “Desejo proibido”, em 2007, dando vida a Lázaro Simões.

Marzo esteve no elenco de importantes produções da Globo, como “Irmãos coragem” (1970), “Saramandaia” (1976), “A indomada” (1997) e "Mulheres apaixonadas" (2003). No cinema, o ator fez parte de produções brasileira como “O Xangô de Baker Street”, baseado na obra de Jô Soares, e “A Dama da Lotação”, com a atriz Sônia Braga, e fez sucesso no longa "O homem nu".


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.