POLITICA

Episódio de Cid foi "incidente político grave", diz Mercadante


O ministro chefe da Casa Civil da presidência da República, Aloizio Mercadante, considerou a reação do agora ex-ministro da Educação Cid Gomes um "incidente político grave". Ele disse que a permanência do colega prejudicaria o próprio MEC. Mercadante se negou a comentar uma possível saída dele da Casa Civil. Questionado sobre uma possível ida para o MEC, mercadante se negou a comentar. "Tenho trabalho demais", disse.

"É da vida pública, é da democracia, tivemos um incidente político grave. Evidentemente prejudicaria muito o MEC a permanência do ministro depois da sessão que vimos ontem", disse Mercadante, nesta quinta-feira (19).  

Sobre a indicação de um novo ministro para o lugar de Cid, Mercadante afirmou que compete à presidente escolher. "Ele (Cid) tomou a iniciativa de pedir demissão para a presidente e compete a ela agora indicar", afirmou. "Tenho certeza de que ela fará a melhor escolha".

Após o episódio, Mercadante descartou a possibilidade de o PROS deixar a base aliada do governo. "Todo mundo sabe que a saída do ministro foi em função do incidente de natureza política e pessoal. Não tem nenhuma relação com o governo".


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.