NACIONAL

Fábio Júnior protesta contra o governo e a corrupção durante show em NY

Enrolado com uma bandeira do Brasil nos ombros, o cantor Fábio Júnior usou o palco do maior evento promovido para brasileiros em Nova York, o Brazilian Day, para protestar contra o governo e a corrupção. No meio de sua apresentação, se virou para o público e
disse que o que impera no país hoje é a "desordem e a roubalheira".

"O que é que está escrito na nossa bandeira?", perguntou o cantor. "Ordem e progresso", emendou. "Mas vocês sabem o que é que está acontecendo no Brasil, né? Desordem e roubalheira. É uma quadrilha."

Em seguida, Fábio Júnior ensaiou um discurso ufanista. Disse ter "o maior orgulho" de vestir a bandeira do país, "mas às vezes eu tenho vergonha alheia, sabe? De ver os nossos governantes lá... todo mundo roubando, todo mundo metendo a mão, e eu querendo ser brasileiro, querendo agradecer onde eu nasci, o país em que eu acredito".

O cantor foi interrompido pelo público, que, em apoio, começou a gritar "eu sou brasileiro,
com muito orgulho, com muito amor".

Nesse instante, Fábio faz uma nova intervenção: "Dilma, Lula, Zé Dirceu, PMDB, vocês não tem mais o que fazer, não, porra?". A plateia acompanhou a mudança de tom do cantor e passou a gritar: "Ei, Dilma, vai tomar no cu". Fábio se calou, mas direcionou seu microfone para o público.

"Vocês sabem onde tá aquele dedinho que o Lula perdeu, né? Onde é que ele enfiou, né? No nosso!", disse o cantor, em seguida.
O evento estava sendo transmitido ao vivo pelo MultiShow, canal a cabo do grupo Globo.

O "protesto" do artista terminou em tom de lamento. "E dói para caramba. É uma pena, uma judiação. Um país como o Brasil, um povo bacana para caramba, do bem, e a gente ser tão sacaneado", disse. Por fim, disse que depende do povo "mudar" o que está aí.



Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.