CIDADE

Manifestação reúne milhares de pessoas nas ruas de Iguatu pedindo recursos para saúde, educação, moradia e emprego


Milhares de moradores, estudantes, lideranças políticas e comunitárias, percorreram, na manhã desta sexta-feira (25), as ruas do centro de Iguatu para cobrar investimentos dos governos do Estado e Federal para projetos e obras nas áreas da educação, saúde, moradias e geração de emprego. 

A concentração ocorreu na praça da matriz, e contou com a presença do deputado estadual Agenor Neto, do prefeito de Iguatu, Aderilo Alcântara, do prefeito de Solonópole, Webston Pinheiro, do vice-prefeito de Quixelô, Gilson Oliveira, além de outras autoridades. Cerca de 10 mil pessoas participaram do evento.

A pauta de reivindicações inclui a liberação de recursos para custeio do Hospital Regional, implantação de um campus da Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Medicina, Distrito Industrial, Porto Seco, recursos para projetos de abastecimento de água, construção do Centro de Educadores, implantação de Defensoria Pública, concurso para professores da Urca, além de outros benefícios.

O prefeito Aderilo Alcântara disse que a situação financeira do Hospital Regional está insustentável. "Não há uma estrutura adequada de saúde para atender a nossa população. O Governo do Estado tem priorizado a região Norte, e, no entanto, esqueceu a região Centro Sul, que sofre com a falta de investimentos, principalmente na área da saúde e na geração de empregos. Não podemos aceitar essa situação".

O deputado Estadual Agenor Neto defendeu a necessidade de ampliação de repasse de recursos para o Hospital Regional de Iguatu. "O governo atende de forma desigual as regiões e os municípios", criticou. "Para Sobral e para o Cariri há mais recursos e as prefeituras gastam menos com os hospitais polos", completou.

O parlamentar também cobrou do Governo do Estado a liberação de recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza - FECOP, para a construção de casas para as pessoas mais carentes do município. "Nós não estamos pedindo favor a ninguém. Queremos apenas os nossos direitos, e vamos juntos buscá-los de todas as formas. Já se passaram mais de nove anos e os recursos do FECOP praticamente dobraram, e, no entanto, o governo não construiu sequer uma casa com esse dinheiro", lamentou.

O professor José Roberto Duarte, atual secretário da pasta de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Município, pediu mais atenção dos governos estadual e federal na questão da melhoria e ampliação do ensino superior na região, além de ações na geração de empregos. "Precisamos ampliar o ensino superior para que a nossa juventude possa se formar, possa ter profissão, ter salário e também se tornar empreendedora, mas para isso é preciso a união de todos", disse.



Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.