REGIONAL

Médico é preso em Baturité por exercício ilegal da profissão

Na tarde deste sábado (19), Ricardson Rolim Ricarte Junior, de 33 anos, foi preso pela Policia Civil da Regional de Baturité em flagrante delito. Há aproximadamente um ano, ele estava exercendo ilegalmente a medicina no hospital municipal de Itapiúna, conduta prevista como crime pelo artigo 282 do Código Penal. 

Além desse crime, ele responderá por falsidade ideológica, por utilizar o registro profissional (CRM) do pai, o qual exerce a profissão em outra região. Ricardson mora em Iguatu, cerca de 203 km de distância de onde trabalhava em regime de plantão. Segundo o delegado Ricardo Pinheiro, talvez tenha escolhido um município distante de sua residência para ninguém desconfiar ou reconhecê-lo.

Na verdade, Ricardson é formado em medicina na Bolívia, mas ainda não conseguiu a aprovação no Revalida (Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeiras).

Durante a abordagem, quando solicitado os seus documentos, entregou apenas a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), depois disse que esqueceu a CRM, até confessar realmente que usava o registro do pai. Os dois crimes são afiançáveis, mas ele ainda aguarda preso na Delegacia Regional de Baturité. Pelos dois crimes, conforme o delegado, pode cumprir até três anos de pena. A denúncia anônima foi recebida neste sábado por telefone. 



Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.