CIDADE

Opinião: Iguatu fica no Ceará?


Para o governador Camilo Santana (PT), parece que não. Na última terça-feira (22), durante discurso na cerimônia de promoção de oficiais e praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros da região Centro Sul, que por sinal foi um gesto de reconhecimento ao trabalho dos policiais militares, o governador demonstrou a forma vil e perseguidora pela qual ele planeja tratar todos aqueles que não quiserem se sujeitar a seus deleites políticos.

Mas não é o governador de todos os cearenses?

Deveria ser, no entanto, é apenas mais um slogan de governo, no mesmo modus operandi do antecessor, Cid Ferreira Gomes.  

Pois bem. Camilo fez elogios ao trabalho da Polícia Militar, mas não disse que o seu criador (Cid Gomes) humilhou e perseguiu o quanto pode os policiais militares. Investiu em viaturas de luxo, comprou fardamentos novos, armas, mas não reconheceu o ser humano, o policial militar, o pai de família. 

Porque não te calas Camilo?

Na continuação do discurso, ensaiado até, Camilo não se lembrou de prestar contas, para dizer o que foi feito durante seu primeiro ano de mandato em prol da população de Iguatu.  

Ah! Mas Camilo prestou contas sim. Citou inúmeras realizações em outros municípios. E disse que seu governo havia construído diversas adutoras para matar a sede do povo cearense. Gastou milhões em outras regiões, mas não foi capaz de enviar carros pipas e mandar perfurar poços profundos em Iguatu, para amenizar a situação crítica das comunidades rurais. 

O governador também anunciou a construção de uma escola militar para a cidade de Juazeiro do Norte, no entanto, para a cidade de Iguatu, nem uma estaca para “amarrar jumento”. Com todo respeito aos jumentos. 

Pois é. Mas bem que deveria ter feito ou prometido alguma coisa, pois levou daqui uma maioria de mais de 10 mil votos nas eleições do ano passado.

Porque não te calas Camilo II?

Camilo também concedeu entrevista coletiva para a imprensa local e regional. E ao ser questionado sobre problemas no presídio local, superlotação de delegacia, e as obras do Centro de Convenções de Iguatu, o governador ficou irritado e verberou. “Eu pensei que você iria me perguntar sobre coisas boas”, indagou Camilo ao repórter.

Ora, meus caros! O município de Iguatu não está pedindo recursos para a conclusão do Centro de Convenções, e sim um aditivo de contrato, sem custo nenhum para o Estado. 

Mas o governador Camilo não gosta de falar de problemas. Só quer falar de coisas boas. E somente respondeu ao repórter aquilo que era da sua conveniência. Mas será que falar de recursos para a saúde, para a educação, para construção de moradias, segurança pública, abastecimentos de água, não é notícia boa? Para Camilo, parece que não. 

Camilo prefere falar da construção de ACQUÁRIO (R$ 200 milhões), da compra de TATUZÕES (R$ 150 milhões - para escavar túneis), construção de mirante para PONTE ESTAIADA (R$ 50 milhões) e outras coisas mais. 

Mas Camilo bem que deveria responder por qual motivo ele continua discriminando as regiões em relação aos investimentos no custeio dos hospitais polos. Enquanto seu governo envia apenas R$ 390 mil para ajudar no custeio do Hospital Regional de Iguatu, para o regional de Sobral vai um montante de quase R$ 12 milhões ao mês. 

Camilo deveria dizer por que o governo do estado banca 15 médicos transportados de avião para o hospital de Sobral, enquanto para Iguatu não vem nenhum.

Mas Camilo só gosta de falar de coisas boas. No aeroporto de Iguatu, ao ser abordado por uma comissão do Movimento dos Sem Tetos que foram lá para reivindicar a construção de moradias em Iguatu, Camilo desconversou. Disse que a responsabilidade de construir moradias populares era do Governo Federal e que o programa Minha Casa Minha Vida estava parado. 

Amnésia

Santana esqueceu de dizer que no governo do Estado tem um programa chamado FECOP – Fundo Estadual de Combate à Pobreza, criado justamente para atender problemas relacionados a moradias, saneamento básico, dentre outros.

Esperanças

Camilo não deu muitas esperanças à comissão dos sem tetos. Camilo só gosta de falar de coisas boas. E os babões dizem amém.



Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.