CIDADE

Prefeito Aderilo cumpriu agenda em Fortaleza na busca de recursos para o município


O prefeito de Iguatu, Aderilo Alcântara, cumpriu agenda nesta semana em Fortaleza, na busca de recursos para os setores da Saúde, Educação, Infraestrutura e outros. Na quarta-feira (24), o prefeito Aderilo esteve reunido com o superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Regino Pinho Filho, para tratar da liberação de recursos para projetos de interesse do município. Também participaram do encontro o secretário de Obras e Infraestrutura do município, Gleuberto Passini, além dos gerentes regionais da Caixa, Marcelo Rodrigues e Gilberto Nogueira.

Durante o encontro foram discutidos diversos projetos de interesse do município de Iguatu, e a celeridade na liberação de recursos para diversas obras, como a urbanização da Lagoa da Bastiana, urbanização da Lagoa da Telha, reforma e ampliação da Praça dos Redentoristas, Pavimentação de vias públicas, dentre outras.

“São vários projetos que estão em processo de conclusão e obras que já iniciamos, e precisamos de maior rapidez na análise e liberação dos recursos para que possamos num curto espaço de tempo entregar esses novos benefícios à população do município”, disse o prefeito Aderilo Alcântara.

Transporte escolar

O prefeito Aderilo Alcântara também esteve na sexta-feira (26) em audiência com a secretária executiva da Educação do Ceará (SEDUC), Antônia Dalila Saldanha, para solicitar aumento no repasse de recursos para o transporte escolar dos alunos do ensino médio do município.

Atualmente a Prefeitura de Iguatu atende, nas zonas rural e urbana, mais de 1.260 alunos que cursam o ensino médio. Os investimentos somam um montante de R$ 1.373.291,00. Desse total, Iguatu investe 42%, recursos que deveriam ser bancados pelo Governo do Estado.

“É uma conta que não fecha. A Prefeitura tem custeado quase metade das despesas com transporte escolar de alunos do ensino médio no município, que na verdade é de responsabilidade do próprio governo do Estado”, disse Aderilo Alcântara. “As previsões para 2016 é de mais aumento de custos, e a prefeitura não tem condições de arcar com essa despesa sozinha”, pontuou.



Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.