REGIONAL

Em 10 anos, taxa de homicídios no Ceará cresceu 166,5%, diz Ipea


Em 2014, o Ceará ocupou a segunda colocação no Brasil na taxa de homicídios, quando foram registradas 52,2 mortes por grupo de 100 mil habitantes. 

O Estado perdeu apenas para Alagoas, onde a taxa de homicídios alcançou 66 homicídios por 100 mil habitantes.


Em 10 anos – de 2004 a 2014 – houve um crescimento de 166, 5% no número de homicídios registrados no Ceará. 

Os dados fazem parte do Atlas da Violência 2016, divulgado nesta terça-feira (22), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

O órgão divulgou também a taxa de homicídio em cada região do país. No Ceará, Pacajus tem o maior índice, 82 mortes por 100 mil habitantes. 

Em seguida aparece Fortaleza, com taxa de 81,12.

Confira abaixo a taxa de homicídios em cada região do Ceará segundo o Ipea.

Microregião
Taxa de homicídio por 100 mil habitantes
Baixo Curu 38,51
Baixo Jaguaribe 66,82
Barro 10,78
Baturité 41,35
Brejo Santo 13,49
Canindé 29,26
Cariri 47,54
Caririaçu 15,63
Cascavel 39,62
Chapada do Araripe 27,51
Chorozinho 34
Coreaú 10,32
Fortaleza 81,12
Ibiapaba 21,03
Iguatu 29,23
Ipu 11,47
Itapipoca 20,52
Lavras da Mangabeira 15,64
Litoral de Aracati 25,24
Litoral de Camocim e Acaraú 15,65
Médio Curu 22,53
Médio Jaguaribe 64,43
Meruoca 11,64
Pacajus 82,51
Santa Quitéria 23,1
Serra do Pereiro 25,29
Sertão de Crateús 17,92
Sertão de Inhamuns   24,13
Sertão de Quixeramobim 36,65
Sertão de Senador Pompeu 30,08
Sobral 41,17
Uruburetama 42,25
Várzea Alegre 17,13


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.