CIDADE

Agenor Neto critica contingenciamento de verbas do Governo Federal para a saúde e educação


Durante seu pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, na sessão plenária desta quinta-feira (14), o deputado Agenor Neto criticou o contingenciamento de recursos do Governo Federal, da ordem de R$ 4,3 bilhões na educação e de R$ 2,3 bilhões na saúde. “O que mais choca é que nesse mesmo período o governo Dilma empenhou mais de R$ 6 bilhões para emendas individuais de deputados que votam contra o impeachment”, disse.

Agenor Neto também destacou a informação de que o Governo Federal destinou para o mercado financeiro R$ 14 bilhões, com o objetivo de segurar a queda do dólar. “Esse mesmo Governo Federal, que diz que não tem dinheiro para investir na saúde e na educação, de repente torra R$ 20 bilhões com o objetivo de se manter no poder”, afirmou.


Mais recursos para a saúde


O parlamentar voltou a cobrar do Governo do Estado isonomia na distribuição dos recursos da saúde para todas as regiões do Estado. “O governador se queixa que o Governo Federal investe três vezes mais recursos na saúde de Pernambuco do que no Estado do Ceará, mas não vê que ele faz a mesma coisa em relação aos investimentos na saúde de Sobral, investindo quatro vezes mais do que investe nas demais regiões”, pontuou.


Perseguição política


O peemedebista também denunciou o critério de escolha do coordenador da Regional de Saúde da região Centro Sul. “Houve uma seleção pública, e o doutor George foi aprovado em primeiro lugar, no entanto, por critérios políticos, não teve como assumir o cargo”, disse. “Essa perseguição se estendeu para o Samu. As pessoas que foram escolhidas pelo processo seletivo estão sendo demitidas”, completou.



Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.