POLITICA

Ex-senador Gim Argello é preso na 28ª fase da Operação Lava-Jato


A Polícia Federal (PF) deflagrou, na madrugada desta terça-feira, a 28ª fase da Operação Lava-Jato em cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal. 

Ao todo, foram expedidos 21 mandados judiciais, sendo dois de prisão temporária, um de prisão preventiva, 14 de busca e apreensão e  quatro de condução coercitiva. As medidas estão sendo cumpridas na capital de São Paulo, capital do Rio de Janeiro, Taguatinga e Brasília.

Um dos presos preventivos é o ex-senador Gim Argello. Os mandados de prisão temporária são contra pessoas ligadas a ele.

Batizada Vitória de Pirro, esta fase apura indícios de que o ex-senador, como integrante da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada no Senado Federal e também da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) instaurada no Congresso - ambas criadas em 2014 com o objetivo de investigar irregularidades dentro da Petrobrás - teria atuado de forma decisiva para evitar a convocação de empreiteiros para prestar depoimentos mediante a cobrança de pagamentos indevidos travestidos de doações eleitorais oficiais em favor dos partidos de sua base de sustentação.

Os presos serão encaminhados para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba/PR enquanto aqueles conduzidos para depoimentos serão ouvidos nas respectivas cidades onde forem localizados.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.