REGIONAL

Folha de pagamento do Estado do Ceará aumenta 37,5% e alcança R$ 8,2 bilhões

Levantamento divulgado na edição desta segunda-feira (25) no jornal O Globo, mostra a situação caótica das contas públicas dos Estados. Esse é considerado um dos principais problemas que o vice-presidente da República, Michel Temer, deve enfrentar caso assuma a Presidência da República na segunda quinzena de maio, quando se prevê uma decisão no Senado.

Segundo a reportagem, o caixa dos governos federais, estaduais e municipais foi implodido pela negligência administrativa: os gastos cresceram numa velocidade muito maior que a arrecadação dos tributos, impulsionada pelos novos impostos na última década.

Por conta disso, o desequilíbrio nas contas conduziu o país a uma recessão inédita. A arrecadação tributária cai (-8,1% no primeiro trimestre), enquanto as despesas se mantém elevadas. Com déficits contínuos, os governos passaram a adiar pagamentos. Agora, se tornou real o perigo de calote governamental em série, destaca O Globo.

O levantamento mostra que a folha de pagamento do Estado do Ceará saiu de R$ 5,9 bilhões em 2009 para R$ 8,2 bilhões em 2015, um crescimento de 37,5%. O Rio de Janeiro lidera o ranking com aumento da folha de pagamento em 64,8%.



Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.