POLICIAL

PF deflagra operação contra fraudes na prefeitura de Governador Valadares (MG)

Agentes cumprem 108 mandados judiciais nos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Entre os alvos estão servidores públicos, vereadores e empresários

A Polícia Federal deflagrou na manhã segunda-feira a operação Mar de Lama, que visa combater uma quadrilha suspeita de fraudar contratos da prefeitura de Governador Valadares (MG) e do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) do município. Cento e oito mandados judiciais estão sendo cumpridos contra servidores do alto escalão da administração municipal, vereadores e empresários nos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo - oito são de prisão temporária. Segundo a PF, há indícios de que as fraudes causaram um rombo de 1,5 bilhão de reais aos cofres públicos.

Segundo as investigações, os alvos da Operação teriam cometido pelo menos 150 crimes: oito de dispensa de licitação com inobservância das formalidades pertinentes; três de fraude ao caráter competitivo de licitações; três de peculato; 64 crimes de corrupção passiva; 64 de corrupção ativa; três de falsidade ideológica; um de violação de sigilo funcional; dois de advocacia administrativa; um crime de organização criminosa e um de associação criminosa. Os principais envolvidos estão sujeitos a penas que, somadas, podem chegar a mais de 700 anos de prisão.

O nome Mar de Lama se refere às chuvas torrenciais do terceiro trimestre de 2013 que provocaram inundações em diversos pontos de Governador Valadares. Na época, a prefeitura da cidade decretou estado de emergência para captar recursos financeiros do governo federal. Segundo a PF, o grupo investigado se aproveitou dessa situação para fraudar contratos com o poder público.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.