DESTAQUE

Anti-inflamatórios podem comprometer a função renal

Tida como a classe de medicamentos mais comumente prescrita no mundo, os anti-inflamatórios são populares e, muitas vezes, consumidos indiscriminadamente. A pressa em sanar alguma dor leva muitos a ingerir ibuprofeno, diclofenaco e nimesulida, por exemplo.

No entanto, esses fármacos, conhecidos como anti-inflamatórios não esteroidais (AINE's) podem induzir uma série de alterações prejudiciais à função renal, tornando o rim o segundo órgão mais afetado pelos efeitos adversos desse grupo de remédios.

Respostas inflamatórias

Segundo a Dra. Elizabeth Daher, doutora em Nefrologia e professora da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC), os rins recebem cerca de 25% de todo o débito cardíaco e constituem o órgão vital no processo de excreção.

Dessa maneira, qualquer droga que cair na circulação sanguínea e tiver excreção renal, passará por esses órgãos. Altas concentrações de um determinado medicamento podem desencadear respostas inflamatórias e comprometer os funcionamento dos rins.

Efeitos dos AINE's

"Os anti-inflamatórios podem causar insuficiência aguda ou crônica. Os achados microscópicos comuns são necrose tubular (destruição das células dos túbulos renais) e nefrite intersticial (reação de hipersensibilidade similar a uma alergia localizada)", diz o Dr. Rafael Siqueira, com residência em clínica médica e nefrologia pelo Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (USP).

A intensidade da disfunção renal depende de vários fatores, sendo pior em idosos, pacientes com hipertensão, diabetes, insuficiência cardíaca, cirrose hepática, e quanto maior for a dose e o tempo de uso do remédio. Para o Dr. Rafael Siqueira, especialista em nefrologia pela Sociedade Brasileira de Nefrologia, é prudente que as pessoas criem o hábito de aprender tanto o nome comercial como o dos princípios ativos, pois há várias marcas do mesmo remédio no mercado. Muitas delas estão associadas (mais de um princípio ativo no mesmo comprimido). Os AINES mais comuns são diclofenaco, ibuprofeno, naproxeno, nimesulida, cetoprofeno, colecoxibe, parecoxibe, etc.



Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.