REGIONAL

Crise: PIB cearense despenca no primeiro trimestre de 2016

Pela primeira vez em pelo menos cinco anos, a economia cearense iniciou o ano em queda. O Produto Interno Bruto (PIB) relativo ao primeiro trimestre de 2016 teve recuo de 5,51% frente a igual período de 2015. Essa é a primeira queda no indicador registrada de janeiro a março desde 2011, quando teve início a nova série histórica considerada pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), que divulgou as informações ontem.

Esse também foi o quarto trimestre consecutivo de queda no PIB, seguindo-se às retrações do segundo (-5,69%), terceiro (-8,60%) e quarto (-7,40%) trimestres de 2015, de acordo com cálculos revisados pelo Ipece. No acumulado dos últimos 12 meses, a retração é de 6,8%. O primeiro trimestre do ano passado permanece até agora como o último em que houve crescimento do PIB (0,92%).

O recuo de 5,51% no Ceará foi mais intenso que a média nacional (-5,4%), mas representa a terceira menor queda em comparação a sete estados que já divulgaram seus indicadores. Na Bahia, houve queda de 3,7%, e no Rio Grande do Sul, a retração foi de 4,3%.

"Em, por exemplo, Pernambuco, que tem uma estrutura produtiva semelhante à do Ceará, houve uma queda de quase 10%. Em São Paulo (-6%), houve uma queda muito forte. Em Minas Gerais (-5,6%), também", destaca o diretor geral do Ipece, Flávio Ataliba. O pior resultado no período foi atingido pelo Espírito Santo (-14,1%).



Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.