CIDADE

Justiça interdita celas da Delegacia Regional de Iguatu

Foto: Honório Barbosa
O juiz da 1ª Vara de Execuções Criminais da Comarca de Iguatu, Josué de Souza Lima, interditou os xadrezes da Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu. A decisão do magistrado atende um pedido do Ministério Público do Estado por meio de Ação Civil Pública.

Na delegacia de Iguatu existem duas celas que estão sempre superlotadas, com mais de 20 detentos. Frequentemente, ocorre início de motim e protesto por parte dos presos, que ficam se revezando que fica sentado ou em pé. Muitos ficam seminus em decorrência do calor no interior das celas.

A situação carcerária em Iguatu tem sido denunciada frequentemente na tribuna da Assembleia Legislativa pelo deputado Agenor Neto. "A interdição da Cadeia Pública e agora das celas da Delegacia Regional e da Mulher é a demonstração inequívoca que o Governo do Ceará não possui uma atenção especial com Iguatu, e realiza uma política propagandista, de interesse eleitoreiro. Além de não cuidar do nosso povo, ele também não dá as condições ideais de trabalho para os militares que merecem todo o nosso respeito", disse o parlamentar.

A situação carcerária em Iguatu está agravada. Não há mais local para colocar os detentos. O presídio está interditado há mais de ano devido a problemas nas instalações hidrossanitárias e elétricas. Até agora o governo do Estado não adotou nenhuma ação concreta que possa amenizar a situação.

Com a interdição das celas, os presos devem ser transferidos para delegacias de outras cidades.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.