REGIONAL

Nº de multas cai nas BRs no Ceará, mas mortes em motociclistas cresce

No período de janeiro a setembro, a Polícia Rodoviária Federal  (PRF-CE) registrou 168 mortes nas estradas federais, contra 146 ocorridas no mesmo período de 2015, um acréscimo de 15,1%. As três mortes ocorridas nas rodovias federais no fim de semana passado, no Ceará, todas envolviam motociclistas.

De acordo com o coronel Stênio Pires, superintendente da PRF, o número elevado de acidentes é decorrente, principalmente, das infrações cometidas por motociclistas.

“Em todos os índices de acidentes, estamos conseguindo reduzir a gravidade e as mortes mas, infelizmente, os acidentes como motos só têm aumentado. Nós vamos intensificar, nos próximos meses, a fiscalização com relação aos motociclistas principalmente no interior do estado, onde observamos muitas pessoas andando de motocicleta sem capacete e sem estarem habilitados”, alerta.

Em 2015, a PRF registrou – de janeiro a setembro -  81.860 multas, uma média de 300 multas por dia. No mesmo período deste ano, foram registradas 48.545 multas, com média diária de 179, o que representa uma queda de 40,7%.

Multas por excesso de velocidade, considerada uma das principais causas de acidentes com vítimas fatais, teve  redução de 40,7%, comparando com os nove primeiros meses dos anos de 2015 e 2016.

Considerando todos os tipos de infração, também houve queda, de acordo com a PRF-CE. De janeiro a setembro de 2015 foram lavradas 191.703 multas. Já no mesmo período de 2016, a instituição registrou 130.358 multas, uma redução de 32%. Em todo o ano de 2015, o total de multas aplicadas foi de 231.630.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.