CIDADE

Policiais civis realizam protesto na cidade de Iguatu


Policiais civis das regiões do Cariri e Centro Sul realizaram uma manifestação nesta segunda-feira (6) pelas ruas de Iguatu. A concentração do movimento aconteceu em frente à sede da Delegacia Regional de Polícia Civil, finalizando na Praça da Matriz, no centro da cidade.

A greve da Polícia Civil teve início há dez dias e desde então o movimento tem ganhado cada dia mais força, segundo a vice-presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará (Sinpol), Ana Paula Cavalcante. "Nós não aceitamos trabalhar dessa forma. O Estado tem deixado a desejar em vários direitos dos profissionais, como reposição salarial, falta de estrutura, além de ausência de equipamento individual de trabalho. Aqui mesmo em Iguatu, os policiais estão sem coletes e algemas para desempenharem suas funções", disse.

Esta é a segunda vez que a Polícia Civil do Ceará entra em greve nos últimos dois meses. Em setembro, os servidores pararam as atividades reivindicando melhoria salarial, alegando que o Ceará possui o pior salário do Nordeste; aumento do efetivo e proibição dos desvios de funções. O sindicato afirma que é preciso evitar que os policiais civis deixem de investigar os crimes para fazer a custódia de presos recolhidos em delegacias.

Delegado geral chama grevistas de "pilantras"

Na semana passada, o delegado geral da Polícia Civil, Andrade Júnior, fez duras críticas à greve da categoria. O áudio com o pronunciamento do delegado vazou nas redes sociais. Andrade Júnior chama os grevistas de “pilantras” e afirmou que, "do jeito que boto para dentro boto para fora”. A declaração foi dada durante uma reunião para os escrivães que estão prestes a entrar na Polícia Civil.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.