POLITICA

Em primeira viagem ao Nordeste, Temer visitará 3 Estados em um dia


O presidente Michel Temer programa sua 1ª viagem ao Nordeste na 5ª feira da próxima semana (8.dez). É a 1ª visita do peemedebista à região desde que assumiu o Palácio do Planalto, em 12 de maio.

O presidente visitará 3 Estados em 1 dia. Passará por Pernambuco, Alagoas e Ceará. Este último é reduto de uma forte oposição ao governo Temer.

O Estado é governado pelo petista Camilo Santana. Outro nome de expressão na política local é Ciro Gomes (PDT), que já acusou Temer de ser chefe de quadrilha.

Além de constar como uma agenda positiva para o Planalto, a viagem pode ser interpretada como forma de tentar neutralizar os movimentos de Gomes e Santana contra o governo.

PROGRAMAÇÃO
O Ministério da Integração Nacional e senadores do Nordeste apresentaram uma proposta de agenda ao Palácio do Planalto.

Em Pernambuco, o presidente da República terá a opção de comparecer a 3 compromissos:

1) anúncio de adutoras para abastecimento de água em locais que já estão em racionamento grave no Sistema de Siriji e Parlmeirinha;

2) anúncio de R$ 15 milhões emergenciais oriundos do PAC para a recuperação da Barragem Jucazinho. A estrutura hoje está vazia, mas se encher, há risco de problemas;

3) inauguração de sistema de esgoto sanitário em Petrolina, que conta com R$ 65 milhões de recursos federais via Codevasf.

Em Alagoas, Temer deve assinar termo de compromisso com o governo para executar obras do trecho 5 do canal do sertão alagoano. A obra está orçada em R$ 560 milhões e é complementar ao Projeto de Integração do Rio São Francisco.

Segundo o Palácio do Planalto, essa é a situação menos emblemática, uma vez que o trecho 4 ainda está em execução e vai precisar de mais dinheiro para ser finalizado. Além disso, a obra está paralisada para adequações de aditivos solicitados pela concessionária junto ao Tribunal de Contas da União. O evento pode ser realizado no sertão ou em Maceió, com o governador Renan Filho (PMDB).

No Banco do Nordeste, em Fortaleza, Temer pode assinar a regulamentação da medida provisória 733, que trata da renegociação de dívidas rurais, além de uma portaria de liberação de recursos para ações emergenciais, com o intuito de minimizar a seca na região metropolitana de Fortaleza. O valor liberado será de R$ 47 milhões.

Na avaliação do governo, o impacto social dessas obras é expressivo, porque a maior parte delas é fruto de recurso exclusivamente federal. O conjunto também contempla a maioria das demandas das bancadas do Nordeste trazidas ao presidente da República, de acordo com o Planalto.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.