NACIONAL

Limite de tempo no rotativo é alívio ao consumidor


A taxa de juros do rotativo do cartão de crédito chegou ao recorde de 482,1% ao ano, em novembro. O Banco Central (BC) informa que a taxa subiu 6,3 pontos percentuais em relação a outubro e foi a maior da série histórica iniciada em março de 2011.

Para aliviar essa taxa exorbitante, um dos principais empecilhos para que as famílias reduzam o endividamento, o Governo vai, a partir de 2017, limitar a permanência do cliente no rotativo do cartão de crédito por 30 dias, com parcelamento automático da dívida. É como sair de uma taxa de 482,1%, incidente sobre o rotativo, para 155%, referente ao parcelado.

A limitação de 30 dias no rotativo foi anunciada na última quinta-feira. Mas a medida ainda será implementada e poderá reduzir pela metade a taxa de juros do cartão de crédito, a partir do fim do primeiro trimestre de 2017, segundo previsão do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

O chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, disse que é preciso aguardar uma melhor definição das medidas para avaliar o feito na redução dos juros. “A expectativa é que as medidas tragam maior racionalização do uso do cartão de crédito e com isso redução de custos”.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.