REGIONAL

Servidores do CE 'repudiam' aumento na contribuição da previdência

A Associação dos Professores de Estabelecimentos Oficiais Ceará (Apeoc) repudiou o projeto do Governo do Estado de aumentar de 11% para 14% a contribuição previdenciária dos servidores estaduais. A Apeoc enviou uma carta nesta segunda-feira (12) de repúdio contra a proposta.

O presidente da associação, Anizio Melo, questionou a mudança e afirmou que os profissionais da educação não aceitarão o reajuste da alíquota.

O órgão, que representa os servidores da educação do Ceará, protocolou no Palácio do Governo e na Assembleia Legislativa a carta de repúdio ao projeto. O objetivo, segundo a Apeoc, é  buscar apoio dos deputados caso a mensagem seja enviada para votação na assembleia.

"Não podemos tolerar mais esse ataque aos nossos direitos. É com muita mobilização e luta que continuaremos resistindo e defendendo os trabalhadores desse governo que ataca diuturnamente os direitos tão arduamente adquiridos ao longo dos anos", informou um trecho da carta.

Pacote de medidas
O Governo do Ceará anunciou nesta segunda-feira um pacote de medidas de "sustentabilidade" para enfrentar a crise econômica no país e no estado. Entre as mudanças que afetam os servidores estão o aumento de 11% para 14% da contribuições dos servidores para a previdência.



Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.