REGIONAL

Com receio de chacina governador do Ceará demite secretário de justiça

Em meio a mais uma situação de turbulência nos presídios de Fortaleza, o governador Camilo Santana (PT) decidiu exonerar o secretário de Justiça e da Cidadania, advogado Hélio Leitão, ex-presidente da OAB do Ceará. Ele será substituído pela atual chefe da Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos da Segurança Pública e do Sistema Penitenciário (CGD), procuradora de Justiça Socorro França.

Leitão deixa o cargo no momento em que a Sejus enfrenta sérios riscos de uma nova onda de fugas, rebeliões e assassinatos nos presídios que fazem parte do Complexo Penitenciário da Região Metropolitana de Fortaleza, em face da “guerra” declarada nacionalmente por duas grandes facções criminosas, o Primeiro Comando da Capital (PCC) e a Família do Norte (FDN). Essa disputa pelo poder nas cadeias, em todo o País, deixou o saldo trágico de 60 morte em Manaus (AM), no último fim de semana. 

Temendo que a “guerra” das duas facções faça grandes estragos também no Ceará, Hélio Leitão e sua equipe decidiram realizar, emergencialmente, uma mega-transferência de presos das Casas de Privação Provisória da Liberdade, as CPPLs, instaladas nos Municípios de Itaitinga e Caucaia. Desde a última terça-feira (3), mais de 950 presidiários já foram remanejados. O objetivo é isolar as facções em presídios distintos e, assim, evitar confrontos. 

Ainda assim, na tarde da última quarta-feira (4), uma rebelião foi contida logo no seu início nas CPPLs 1, 2 e 3. A tropa do Batalhão de Choque da PM (BPChoque) e o Grupo de Apoio Penitenciário (GAP), agiram rapidamente, sufocando os motins e transferindo as lideranças das facções para presídios diferentes. 


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.