POLITICA

Eduardo Cunha é condenado por Moro a 15 anos e quatro meses de prisão


O deputado cassado Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados, foi condenado a 15 anos e quatro meses de prisão pelo juiz federal Sérgio Moro, da 13ª vara de Justiça Federal de Curitiba. Ele é acusado de corrupção passiva pela solicitação e recebimento de vantagem indevida no contrato de exploração de petróleo em Benin. Além disso, também foi condenado por três crimes de lavagem de dinheiro e dois crimes de evasão fraudulenta de divisas com base nas investigações da Lava-Jato. É a primeira vez que Cunha é condenado pela operação.

Além da reclusão, foi fixada uma multa de mais de R$ 250 mil a ser paga pelo ex-deputado.
A sentença foi publicada no final da manhã, no sistema eletrônico da Justiça Federal do Paraná (JFPR). Por ser uma condenação de primeira instância, Cunha poderá recorrer a um tribunal superior. No entanto, Moro determinou no despacho que, mesmo em uma eventual fase recursal, o ex-deputado responda sob regime de prisão cautelar.

Eduardo Cunha foi preso em Brasília, em 19 de outubro passado, e transferido para o Complexo Médico-Penal de Curitiba, no Paraná, onde cumpria até hoje prisão preventiva.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.