POLITICA

Executivo da Odebrecht diz que delatou doações em campanhas estaduais


Doações irregulares da Odebrecht Infraestrutura a várias campanhas eleitorais foram delatadas pelo ex-presidente da empreiteira baiana, Benedito Júnior.

Em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), BJ disse que no acordo de delação há 60 anexos em que ele cita demandas de campanhas estaduais de diversos partidos.

O jornal Folha de São Paulo havia adiantado na quinta-feira (2) que, no depoimento, Benedito Júnior disse que a Odebrecht doou, em caixa dois, R$ 6 milhões para a campanha de Pimenta da Veiga (PSDB) em Minas Gerais, que saiu derrotado. 

Também teriam sido beneficiados Antonio Anastasia, que acabou sendo eleito para o Senado, e o deputado federal Dimas Fabiano, eleito pelo PP de Minas. As doações, segundo BJ, foram feitas a pedido do então presidenciável tucano Aécio Neves. 

Benedito Júnior afirmou ainda que R$ 3 milhões foram doados em caixa dois ao marqueteiro da campanha de Aécio à Presidência, Paulo Vasconcelos, que admite ter solicitado apoio da empreiteira, mas nega ter pedido valores não registrados em campanha. Pimenta da Veiga, Antonio Anastasia e Dimas Fabiano também negam terem recebido doações em caixa dois. 


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.