POLITICA

Tasso diz que a crise política no Brasil vai se aprofundar


O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) afirmou que a crise política no Brasil está longe de acabar. Segundo ele, as delações da Odebrecht e de outros depoentes vão agravar a situação nos próximos meses. Para o parlamentar, o clima em Brasília é de tensão e incertezas por conta da Operação Lava Jato.

As investigações estariam atrapalhando o curso dos trabalhos no Congresso e devem prejudicar o andamento das votações das reformas, como a da Previdência e a trabalhista.

Em entrevista ao O POVO, Tasso afirmou ainda que as alianças para 2018 só poderão ser definidas a partir dos rumos que a Lava Jato irá tomar. O senador avaliou que não há clima para anistiar caixa 2 e destacou o nome de João Dória como possibilidade para eleições presidenciais. "Temos quadros bons, não só o Serra, o Alckmin, o Aécio, mas surge o nome do (João) Dória agora com alguma insistência", disse.

O senador também falou sobre a reforma da Previdência, e observou que algumas coisas precisam ser corrigidas, no entanto destaca que a reforma não vai passar do jeito que veio do governo. "Já existe um consenso na questão do trabalhador rural e da transição que precisa ser melhorada. Prometo que quando chegar no Senado a gente vai falar melhor sobre a transição", pontuou.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.