REGIONAL

Febre amarela avança e pode chegar ao Ceará


O Ceará não está entre os estados brasileiros com recomendação de vacinação contra a febre amarela. No entanto, o Estado está em alerta para evitar que a moléstia, que já atingiu 330 municípios no país, chegue aqui.

O avanço em todo território nacional foi rápido e já chegou em territórios do Nordeste, em áreas do Piauí e da Bahia.

Para fazer o bloqueio da doença, o Ceará está fazendo uma barreira de proteção para todas as pessoas que saírem para essas áreas epidêmicas ou potencialmente epidêmicas e para aqueles que chegam no território cearense. O monitoramento está sendo feito pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), por meio Vigilância Epidemiológica.

"Toda chegada ao Ceará hoje está sendo monitorada para observar potenciais sinais de alerta nessa população, para que a vigilância epidemiológica possa fazer o bloqueio com vacina. Já tivemos situações desse tipo no Ceará e foi muito efetivo", explica o secretário de Saúde do Estado, Henrique Javi.

Segundo Javi, a preocupação é com o vetor da febre amarela urbana, que é o mosquito Aedes aegypti, mesmo transmissor da dengue, zika e chikungunya. "Na realidade, a gente tem que ter uma consciência de alerta. Há três anos, acumulamos preocupação em relação a essa forma de transmissão viral, principalmente por vetores de insetos, notadamente o Aedes aegypti. Não podemos negligenciar, nem ente público, nem cidadão. As ações precisam ser comungadas", disse.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.