CIDADE

Paralisação da obra do Centro dos Feirantes de Iguatu deixa comerciantes revoltados


Os futuros permissionários do Centro dos Feirantes de Iguatu estão preocupados com a paralisação da obra. Eles reclamam que até o momento não receberam nenhuma justificativa da Prefeitura de Iguatu sobre o andamento da obra, e dizem que estão sendo prejudicados, pois estão trabalhando em condições extremas, enfrentando sol e lama, além do risco que correm de ter suas mercadorias roubadas. 

Muitos comerciantes se sentem prejudicados e ameaçam invadir o local caso a obra não seja reiniciada nos próximos dias.

A feirante Liliana Silva Braga se sente prejudicada. “A nossa situação aqui é difícil, pois estamos trabalhando dentro da lama, e aí, não tem ninguém pra comprar, quem vai pagar nossas contas?”, disse.

O comerciante José Roberto tem uma banca no local e será um dos contemplados com um box no Centro dos Feirantes. “Disseram que essa obra seria entregue em maio, mas fizeram foi paralisar. E agora, como fica a nossa situação”, pontuou. “Nós estamos aqui prefeito, aguardando a sua visita para nos dar uma satisfação”, disse.

"Aqui estamos entregue às baratas. Nem um banheiro a gente tem. Eu não sei se estou errado ou certo, mas quero dizer que depois da semana santa, se o prefeito não der um encaminhamento a essa obra, nós iremos invadir o local", disse o comerciante Antônio Braga.

Confira o áudio


A construção do Centro dos Feirantes é uma reivindicação antiga das pessoas que trabalham em barracas improvisadas, cobertas com lonas e madeira, nas imediações do mercado público de Iguatu. O projeto, iniciado em julho do ano passado, durante a gestão do prefeito Aderilo Alcântara, tem um custo aproximado de R$ 1,6 milhão de reais, recursos adquiridos pelo deputado estadual Agenor Neto, em Brasília.  A obra contempla uma área de cerca de 2.500 metros quadrados, e é composta por 60 boxes, espaços para lanchonetes, restaurante, banheiros públicos e estacionamento.

Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.