CIDADE

Associação dos Construtores critica inércia da Secretaria de Meio Ambiente de Iguatu

O presidente da Associação dos Construtores do Centro Sul do Ceará – ACCS, Elenilton Lopes, esteve na semana passada participando da sessão ordinária da Câmara Municipal para reclamar da falta de atenção da Prefeitura de Iguatu em relação às demandas apresentadas pelos construtores de Iguatu.

Segundo o representante da entidade, o impasse inicial foi gerado com a nomeação do atual secretário de Meio Ambiente e Urbanismo de Iguatu, Fábio Bandeira. Elenilton relatou que já se passaram mais de quatro meses, e até agora, não se tem visto nenhuma ação que justifique a permanência do secretário na pasta, uma vez que o mesmo não tem demonstrado capacidade de gestão para gerir os problemas e as demandas apresentadas pela população.

Elenilton Lopes também relatou diversos problemas que tem afetado o desempenho da construção civil no município, como a falta de pessoas especializadas para analisar os projetos, além da falta de condições de trabalho para os funcionários da pasta. Ele também denunciou situações absurdas ocorrendo dentro da própria Secretaria de Meio Ambiente de Iguatu, e deu como exemplo, a fiscalização das obras. "Está havendo uma espécie de assédio moral por parte da prefeitura em relação aos fiscais, pois o mesmos saem para fiscalizar as obras e logo em seguida passa pelo mesmo local outra equipe, para saber se tem fiscal recebendo propina para executar o serviço", pontuou.

Ainda segundo Elenilton Lopes, foi entregue ao prefeito de Iguatu, Ednaldo Lavor, uma carta com 12 ações necessárias para o desenvolvimento da construção civil, e até agora nenhuma providência foi tomada. "Tem gente achando que estamos fazendo tempestade em copo d'água, mas nós seguramos essa situação por mais de três meses, buscando diálogo, mas infelizmente as coisas não se engrenaram", observou.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.