CIDADE

Caos na saúde: Boicote à Casa de Saúde Agenor Araújo gera superlotação no Hospital Regional

No hospital Regional de Iguatu os pacientes se acomodam como podem, em macas, cadeiras e até em pé.
Com aumento nos casos de gripes e viroses, principalmente a febre chikungunya, o Hospital Regional de Iguatu está enfrentando problemas de superlotação. São crianças, jovens, adultos e idosos que diariamente buscam atendimento naquela unidade de saúde com sintomas de febre, dor de cabeça, dores nas articulações e vômitos. Em muitos casos, há a necessidade de internamento.

É justamente aí onde aparecem as dificuldades. Na manhã desta quinta-feira (18) internautas conseguiram flagrar diversas situações de pacientes sendo atendidas em cadeiras, porque o Hospital não tem mais leitos para acomodar os pacientes.

Mas o estranho de tudo isso é que bem próximo dali existe a Casa de Saúde Agenor Araújo, que poderia estar dando assistência a esses pacientes, no entanto os leitos estão vazios. O que estaria acontecendo?

A pediatria foi totalmente desativada, e os leitos foram instalados no Hospital Regional.

Segundo informações de bastidores, estaria havendo uma espécie de boicote por parte do secretário de Saúde, Marcelo Sobreira, que não tem autorizado o envio desses pacientes para a Casa de Saúde, instituição de caráter filantrópica. 

Pergunta: essa seria a forma de cuidar das pessoas? Fazer politicagem com a saúde? Perseguindo uma instituição que há mais de 60 anos presta serviço em Iguatu?

Enquanto o Hospital Regional está lotado, os leitos da Casa de Saúde permanecem vazios.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.