POLITICA

Executiva nacional do PSDB decide permanecer na base aliada do governo Temer


O PSDB decidiu na noite desta terça-feira (12) manter o apoio a base aliada do presidente Michel Temer (PMDB). Em reunião ampliada da executiva nacional da legenda, os tucanos decidiram que ainda não é hora para desembarcar do governo, e utilizaram o argumento de que um eventual rompimento com Temer, poderia prejudicar a aprovação das reformas da Previdência e trabalhista.

Conduzida pelo presidente nacional da legenda, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), a reunião contou com as presenças de quatro governadores: Geraldo Alckmin (SP), Beto Richa (PR), Marconi Perillo (GO) e Simão Jatene (PA), além de dois prefeitos de capitais: João Doria (São Paulo) e Arthur Virgílio Neto (Manaus).

A decisão tucana traz alívio ao peemedebista e à base aliada do governo como um todo, pois tem impacto direto na agenda de reformas e numa eventual abertura de processo contra Michel Temer pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Ao sair da reunião, o senador José Serra (SP) foi cercado pela imprensa e declarou que “o partido não fará nenhum movimento de saída do governo; a ideia é retomar projetos importantes, como a reforma política.”

Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.