REGIONAL

Superlotação de presídios: Ceará tem 9 mil detentos a mais que a capacidade total


A Secretaria Estadual de Justiça, Sejus, divulgou levantamento do número de detentos no Ceará até o final de maio.  No estado, a população carcerária é de 26 mil detentos (entre regimes fechados, abertos, semiabertos e medidas cautelares), destes, 20 mil estão em penitenciarias.

Porém, a capacidade total é de 12 mil, ou seja, uma superlotação com mais de 8 mil presos, o que representa um excedente de 76%.

Defasagem da política de encarceramento, o aumento da violência e demora da Justiça em julgar os casos, são alguns ,motivos apontados pela pasta para a superlotação. Os perfis da maioria dos presidiários são jovens entre 18 a 22 anos.

De acordo com o Conselho Nacional de Justiça, das 2.771 unidades prisionais existentes no país, apenas 24, ou seja, menos de 1% são classificadas como excelentes. Segundo o CNJ, nenhuma penitenciária do Ceará está neste patamar. Das 168 unidades visitadas no estado, 54 são consideradas péssimas, 25 ruins e 84 regulares. Apenas 5 do total são consideradas boas; estas são localizadas no interior do estado.

Outra problemática a ser considerado é o número reduzido de agentes penitenciários. O governador Camilo Santana tem tentando amenizar o problema e, recentemente, anunciou concurso para mil agentes. 


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.