NACIONAL

Ministério da Saúde corta recursos de 16 municípios cearenses por irregulares


O Ministério da Saúde publicou no Diário Oficial da União o corte de verba a municípios do Ceará que estão irregulares com a produção de informação sobre a saúde dos municípios  no Sistema de Informação Ambulatorial (SIA/SUS).

No Ceará, 16 cidades não receberão o recurso. Amontada, Barro, Camocim, Graça, Granjeiro, Guaiúba, Guaraciaba do Norte, Ipaumirim, Itapiúna, Miraíma, Mucambo, Pacajus, Palhano, Potengi, Tururu e Várzea Alegre não estão dentro das normas estabelecidas pelo Ministério da Saúde quanto à organização e ao funcionamento do Sistema Único de Saúde.

Os valores que seriam repassados são referentes a setembro, outubro, novembro e dezembro. Segundo o Ministério, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária  (ANVISA) responsável pelo monitoramento do sistema de cadastro nacional de estabelecimentos de saúde e do sistema de informação ambulatorial, não identificou a atualização dos dados dos referidos municípios. Ainda de acordo com a publicação, a falta de informações do setor é referente aos meses de Fevereiro a Junho deste ano.

Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.