CIDADE

Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Iguatu chama prefeito de caloteiro


Os servidores da Secretaria Municipal da Assistência Social e da Saúde Mental, com apoio do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Iguatu (SPUMI), compareceram na última quinta-feira (23) na Câmara Municipal de Iguatu para solicitar o apoio dos vereadores nas suas lutas pela implantação do adicional de periculosidade por parte da gestão municipal. 

Agentes Sociais, Pedagogos e Psicólogos reivindicam da Prefeitura a implantação do adicional de periculosidade em seus salários, conforme lei aprovada em 2015. Segundo os servidores, durante reunião no mês de julho deste ano, o prefeito Ednaldo Lavor teria se comprometido em atender a reivindicação da categoria, mas até agora a promessa não foi cumprida.

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Pablo Neves, ao usar a tribuna, durante a sessão plenária, considerou a atitude do prefeito de Iguatu como uma falha grave, um verdadeiro calote. "Um calote vergonhoso. O prefeito apresentou uma proposta, de sua autoria, e não honrou com seu compromisso, frustando a expectativa de dezenas de servidores municipais", disse.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.