POLICIAL

Sistema Penal do Ceará tem 10,8 mil presos além da sua capacidade


Superlotado e fatiado. É assim que se encontra o Sistema Penitenciário do Ceará. As cadeias públicas, presídios, penitenciárias e, principalmente, as Casas de Privação Provisória da Liberdade que se acham em situação de extrema insegurança. 

Seus xadrezes estão apinhados de detentos, sendo a maioria, presos provisórios, isto é, aqueles que aguardam julgamento e cumprem prisão preventiva ou temporária. O último boletim semanal da Secretaria da Justiça e da Cidadania do Estado do Ceará (Sejus), aponta que, nada mais, nada menos que 26.993 presos formam a massa carcerária do estado e que o excedente da superlotação chega a 10.842 exatos.  

Em uma das casas de privação provisória no Município de Itaitinga (Região Metropolitana de Fortaleza), a superlotação praticamente é o dobro da real capacidade de acomodação de presos. Fora isso, as principais unidades do sistema tiveram quer reservadas, exclusivamente, para bandidos integrantes das facções criminosas que dominam o estado (PCC, Comando Vermelho/CV, Guardiões do Estado/GDE, Família do Norte/FDN), além dos criminosos que se intitulam da “Massa”, isto é, que não são de facções alguma.

Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.