CIDADE

Ambulantes invadem o centro comercial de Iguatu. Lojistas reclamam

Galeria Gustavo Correia - Foto: Honório Barbosa
Caminhar pelo centro de Iguatu, não é tarefa fácil. As calçadas, que deveriam dar espaços para o tráfego de pedestres, estão ocupadas por vendedores ambulantes, mercadorias das lojas, bicicletas e placas de publicidade. 

Para transitar pelo centro os pedestres precisam dividir os espaços com os veículos, motos e carros, aumentando constantemente o risco de acidentes. Pessoas idosas e com deficiência enfrentam ainda mais transtornos, com as calçadas desalinhadas. 

O problema chegou às mãos do Ministério Público do Ceará (MPE), comarca de Iguatu, através de ofício enviado pelo Sindilojas e pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). As entidades solicitaram ao órgão a adoção de providência, mediante a desorganização do comércio ambulante.

A promotoria de Justiça já se manifestou sobre o assunto, por meio do promotor Fábio Vinícius Ottoni Ferreira, que alegou que o MPCE carece de legitimidade para atuar no caso e encaminhou o pleito ao Município para adoção de soluções cabíveis.

O presidente da CDL de Iguatu, Dedé Duquesa, disse que o problema se repete a cada mês. Ele ressalta que o aumento de camelôs expondo seus produtos nas calçadas tem criado dificuldades para os lojistas, pois alimenta a concorrência desleal. Dedé Duquesa defende a escolha de um local adequado para os vendedores. 

Entre os dirigentes lojistas e moradores o entendimento é de que as calçadas devem permanecer livres para pedestres. Já os vendedores ambulantes defendem a necessidade diária de trabalho e a dificuldade de se estabelecer em um imóvel.  


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.