NACIONAL

Facebook vai verificar identidade de quem paga por propagandas políticas


O Facebook anunciou nesta sexta (6) que vai exigir a identificação e a localização de quem quer divulgar anúncios políticos e eleitorais na plataforma, incluindo mensagens sobre temas sensíveis que estejam em debate público em diferentes países.

A medida é anunciada no momento em que a empresa está acuada por questionamentos em três frentes: a forma como lida com dados de usuários; a origem escusa de parte do que divulgado e sua responsabilidade na disseminação de notícias falsas.

Na próxima semana, o fundador e CEO da firma, Mark Zuckerberg, vai depor ao Senado (dia 10) e à Câmara (11) a respeito de escândalos recentes de violação de dados e de suposta interferência estrangeira nas eleições americanas por meio do Facebook.

“Apoiar um discurso positivo e evitar a interferência nas eleições é uma das minhas principais prioridades para este ano”, afirmou Zuckerberg, citando o Brasil, Índia, México, EUA e Paquistão como exemplos de países com grandes disputas eleitorais nos próximos meses.

Cada um desses anúncios terá um ícone no canto superior esquerdo, que identificará o conteúdo como “anúncio político” e dirá quem está pagando pelo material. 

O objetivo da empresa é colocar a ferramenta em funcionamento nos Estados Unidos, sede da companhia, até o final do semestre. Ela deve ser estendida a outros países na sequência.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.