CIDADE

Delegado confirma a existência de novos corpos enterrados no sítio Canto, na zona rural de Iguatu


Durante uma entrevista coletiva de imprensa concedida na noite desta terça-feira, 29, o delegado regional de Polícia Civil de Iguatu, Jerffison Pereira detalhou trechos dos depoimentos dos acusados de envolvimento no homicídio do jovem Jhey Oliveira, cujo corpo foi encontrado sepultado em meio a um matagal na zona rural de Iguatu, na quarta-feira (23). 

De acordo com o delegado, após colher novas informações, iniciaram-se novas buscas no local, e na manhã desta terça-feira, outro cadáver foi encontrado na região. A polícia suspeita de que a ossada seja do jovem Mikael de Souza Melo, desaparecido em outubro de 2017.

Segundo o chefe da polícia civil, os dois afirmaram que existem mais outros corpos no local. 

Gleudson Dantas Barros, de 29 anos, e Roberto Alves da Silva, de 40 anos, estão presos na Delegacia Regional de Iguatu e foram ouvidos novamente. Ambos afirmaram, durante interrogatório longo, que que ainda existem mais corpos de vítimas enterrados na localidade. "Só iremos confirmar quem são, após encontrar os corpos e fazer um exame de DNA”, destacou o delegado.

Durante a coletiva o representante da Polícia Civil também confirmou a morte de um adolescente, identificado por Samio Bessa Santos, que seria um dos participantes dos crimes. Ele cometeu suicídio em Irapuan Pinheiro, e teria namorado com uma das vítimas que pode estar enterrada no mesmo local. 

Confira a reportagem de Jéssica Moreno



Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.