CIDADE

Prefeitura de Iguatu extingue programa de combate à pobreza e deixa centenas de famílias carentes desamparadas


O projeto de Lei nº 32/2018, enviado pelo Poder Executivo, deu entrada na Câmara de Vereadores na terça-feira (10), e na tarde de ontem (quarta-feira) foi a votação em caráter de urgência, em duas sessões extraordinárias. Mesmo sob fortes críticas dos vereadores de oposição, o projeto foi aprovado.
O Agente do Bem, idealizado e implantado na gestão do ex-prefeito Agenor Neto, isentava as famílias carentes do pagamento das contas de energia e água, além de promover ações de inclusão social, através do acompanhamento dessas pessoas pelas equipes da Secretaria de Assistência Social. Até 2016 o programa atendia centenas de famílias carentes do município de Iguatu.

De caráter inovador, o Agente do Bem exigia a colaboração dos beneficiados para o desenvolvimento da sua própria família e da comunidade, especificamente, nas áreas da educação, ações preventivas de saúde e cuidados com o meio ambiente. 

A moradora do bairro Vila Neuma, Maria Mota, beneficiária do programa, lamentou a extinção do benefício. "Somos uma família carente, e a isenção do pagamento das contas de energia e água era uma boa ajuda, pois esse dinheiro a gente usava para comprar alimentação", disse.      

Votaram a favor da aprovação da proposta para acabar com o programa os seguintes vereadores: Eudisvan, Jozias, Marconi Filho, Mário Rodrigues, Rômulo Fernandes, Zilfran, Pedro Lavor, Marciano, Vicente Reinaldo, Diego Felipe e Rubenildo Cadeira. 


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.