POLITICA

Procuradora-geral Raquel Dodge pede impugnação da candidatura de Lula


A Procuradora-Geral da República e chefe do MPE (Ministério Público Eleitoral), Raquel Dodge, pediu ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) na noite desta quarta-feira (15) que a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Presidência da República seja rejeitada. Ela afirmou que o ex-presidente "não é elegível".

O questionamento de Dodge será analisado pelo ministro Luís Roberto Barroso, relator do pedido do registro da candidatura de Lula no TSE.

Na petição apresentada ao TSE, Dodge afirma que, por não ser "elegível", Lula não pode ser tratado juridicamente como candidato. Essa condição, segundo ela, também não permite que o registro da candidatura do petista seja considerado sub judice (sob análise da Justiça).

No documento, Dodge apresenta uma certidão emitida pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), a segunda instância da Lava Jato, que confirmou a condenação de Lula determinada pelo juiz federal Sergio Moro, da primeira instância, na Justiça Federal do Paraná.

Em outro trecho da petição, Dodge afirma que o TSE já consolidou o entendimento de que condenações por órgãos colegiados, como a do TRF-4, são causa de inelegibilidade. Ela também lembra que no caso de Lula --que começou a cumprir pena em abril deste ano--, o prazo para que ele volte a ser considerado elegível, que é de oito anos após o cumprimento da pena, "ainda não começou a fluir".


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.