CIDADE

Sindicato dos servidores públicos de Iguatu emite nota de repúdio e pede afastamento do secretário de saúde de Iguatu


O Sindicato dos Servidores Públicos de Iguatu (SPUMI), emitiu no dia 3 de agosto, uma nota de repúdio contra o secretário de Saúde, Marcelo Sobreira. No documento, a entidade repudia as atitudes do gestor, que segundo Sindicato, vem atuando com falta de respeito junto à categoria, promovendo transferências arbitrárias, assédio moral e perseguição política contra os servidores lotados na Secretaria de Saúde. 

Leia o que diz a nota.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Iguatu - SPUMI, por intermédio de sua diretoria colegiada, manifesta o seu veemente repúdio, aos constantes atos de assédio moral, perseguição e transferências arbitrárias, praticados pela gestão da Secretaria Municipal de Saúde contra os servidores municipais lotados na pasta.

Esta entidade classista vem publicamente denunciar esses atos típicos de gestores autoritários e antidemocráticos, bem como, vem, prestar apoio e solidariedade aos servidores vítimas, profissionais que muito nos orgulham porque sempre honram seu mister, respeitando a comunidade, destinada de seu trabalho, apresentando empenho na luta por um serviço municipal de saúde de qualidade.

Não TOLERAMOS qualquer forma de desrespeito, em especial àquela que se abate contra servidores públicos nos exercícios de suas funções e, ainda, contra a liberdade dos trabalhos realizados.

O SPUMI, na condição de legítimo representante dos Servidores Públicos do Município de Iguatu, não medirá esforços para punir os autores de atos que violem os direitos dos trabalhadores e adotará as providências que o caso requer tanto na ação política sindical como no judiciário nas esferas civil e criminal.

No oportuno ensejo, solicitamos ao Excelentíssimo Senhor Prefeito Municipal de Iguatu, que intervenha na situação, a começar pelo imediato afastamento do Secretário Titular da Secretaria Municipal da Saúde.

Iguatu-CE, 03 de agosto de 2018.
DIRETORIA EXECUTIVA DO SPUMI

Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.