CIDADE

Supostamente falida, prefeitura de Iguatu suspende até a merenda dos alunos da APAE


A situação foi explicitada durante uma sessão na Câmara Municipal, na terça-feira (28), para comemorar a Semana da Pessoa com Deficiência. Ao realizar um pronunciamento, a diretora da APAE, Iedas Couras (FOTO), não se conteve, e externou sua indignação diante da falta de apoio da Prefeitura de Iguatu com a entidade.

Merenda dos alunos suspensa há cinco meses; falta de convênio com o SUS por parte da Prefeitura de Iguatu, deixando 210 alunos sem acompanhamento psicológico; sem fonoaudiólogos, terapeutas, e etc, foram alguns dos problemas relatados pela representante da instituição. O convênio que deveria ser fechado num valor de 9 mil reais, caiu para 3 mil, e no final a gestão municipal ofereceu apenas 1,5 mil.

E enquanto isso, a Prefeitura recebe do Governo Federal mais de 24 milhões para investimentos na saúde; quase 30 milhões do Fundo de Participação dos Municípios, e NÃO TEM 3 mil para ajudar a APAE DE IGUATU.

Mas tem dinheiro para bancar time de futebol (100 mil); pagar empresa de aluguel de veículos (1,6 milhão em 2018); pagar prêmio fajuto de melhores gestores; pagar milhões em serviço de coleta de lixo da cidade e por aí vai.

Conclui-se que: sem saber investir em PRIORIDADES, a gestão municipal de Iguatu vai de mal a pior.

OUÇAM OS ÁUDIOS





Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.