REGIONAL

Mudanças no Minha Casa vão facilitar aquisição de imóveis no Ceará


A decisão da Caixa de aumentar o valor de imóveis financiados pelo Minha Casa Minha Vida (MCMV) para cidades com até 50 mil habitantes deverá impactar 148 dos 184 municípios cearenses, que terão acesso a melhores condições para comprar o imóvel.

Para o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Ceará (Sinduscon-CE), André Montenegro, disse que a medida vai aumentar o acesso de pessoas com menor renda ao programa, que terão um subsídio maior e melhores taxas de juros. Ele destaca que o déficit habitacional do País está entre as pessoas que ganham até cinco salários mínimos.

Embora elogie a medida, o dirigente sindical diz que é preciso levar em consideração que o custo da construção aumentou. "Algumas pessoas que estavam ficando de fora dos financiamentos poderão ter acesso novamente", observa.

De acordo com a Caixa, para as famílias de baixa renda de cidades de 20 mil até 50 mil habitantes, o valo máximo de imóveis financiados para as faixas 2 e 3 do programa foi aumentado, passando de R$ 100 mil para R$ 130 mil - regiões Norte e Nordeste. Paralelamente, o banco elevou o valor do subsídio para a faixa 2 em cidades de até 20 mil habitantes, cujo teto do financiamento passou de R$ 95 mil para R$ 130 mil.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.