POLICIAL

Quatro mulheres foram mortas no Ceará durante o feriadão de carnaval

Maria Tatiane e o sargento Álisson da Silva. Ele matou a esposa e suicidou-se  
Quatro mulheres foram assassinadas no Ceará durante o período de carnaval. Uma delas acabou morta a tiros pelo próprio marido, um policial militar que praticou suicídio logo depois de balear também um jovem. A tragédia familiar ocorreu na cidade de Paracuru, na madrugada de domingo (3).

A vendedora Maria Antônia Tatiane de Castro Maia, de 37 anos, foi atingida por quatro tiros de pistola calibre ponto 40, disparados pelo marido, o sargento da Polícia Militar, Alisson Carlos de Lima da Silva, de 42 anos. O casal passava o carnaval na casa de amigos, na Vila São José, quando ocorreu o crime. Um rapaz, identificado por Rafael, filho do dono da casa, foi também baleado e está internado no IJF, em Fortaleza. 

No Conjunto Ceará, na zona sul de Fortaleza, duas mulheres foram esfaqueadas enquanto bebiam com o agressor. O crime ocorreu na madrugada de sábado (2) em um bar. Uma das vítimas foi socorrida com vida para a Unidade de pronto Atendimento (UPA). A outra morreu no local.

Na cidade de Trairi, no litoral Oeste do Estado, uma mulher identificada como Jaqueline Braga de Souza, foi morta a tiros, juntamente com o namorado, Carlos Eduardo de Souza. O duplo homicídio ocorreu na madrugada do domingo (4).

O quarto assassinato foi registrado na tarde de etrça-feira (5), quando o corpo de uma mulher, não identificada, foi encontrado enrolado em uma rede de dormir e deixado em um matagalao lado de uma estrada de terras entre a Praia do Cumbuco e a localidade de Águas Cristalinas, no município de Caucaia. A segundo a perícia, a vítima provavelmente foi torturada antes de ser morta. Teve os cabelos cortados pelos assassinos, o que leva à hipótese de que se tratou de uma morta na guerra de facções.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.