POLITICA

Impasse na divisão dos recursos do pré-sal pode deixar o Ceará sem R$ 1,3 bilhão


Os prefeitos sentiram o golpe com a decisão do presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre, em promulgar, nesta quinta-feira (26), a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da cessão onerosa do petróleo sem a inclusão dos artigos que dispõem sobre a divisão de recursos entre estados e municípios.

Pelos cálculos, o Ceará receberia um volume de R$ 789.337.991,00, enquanto os 184 municípios dividiriam R$ 543.542.811,00, totalizando R$ 1.332.880.902. 

A PEC teve promulgação antecipada  após um acordo, fechado na noite de quarta-feira (25), entre o Ministro da Economia, Paulo Guedes, e os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, para evitar prejuízos na realização do megaleilão para exploração de petróleo na camada pré-sal na Bacia de Santos, em São Paulo.

Alcolumbre disse que, por uma questão regimental e legal, o governo precisa encaminhar ao Congresso um projeto de lei que coloca no Orçamento a previsão dos recursos até 15 de outubro. Por isso, a pressa para se garantir uma parte da proposta.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.