NACIONAL

Ceará encerra abril com fechamento de 29 mil postos de trabalho


A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, com a consequente paralisação do setor econômico, por conta do isolamento social, tem gerado uma grave crise no setor do emprego no Ceará.

Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, em abril o estado registrou um saldo negativo de 29.870 postos de trabalho, comparando com o mesmo período do ano passado.

O estado é o segundo do Nordeste, atrás apenas da Bahia, que perdeu 32 mil empregos. Pernambuco ficou com saldo de -24.965.

No Brasil, abril registrou o fechamento de 860 mil vagas de empregos formais. 

O levantamento do Caged ainda trouxe dados sobre empregos preservados durante a pandemia através do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda, que permite a redução proporcional de jornada e salário dos trabalhadores ou suspensão de contratos.

Em todo o país, já são mais de 8 milhões de trabalhadores com jornada e salários reduzidos ou contratos suspensos. Também foram beneficiadas 1, 2 milhão de empresas.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.