CIDADE

Adagri alerta produtores cearenses para atualização de dados cadastrais


Apesar das duas campanhas de vacinação contra febre aftosa, realizadas no ano passado, o estado do Ceará não conseguiu alcançar a meta de 90% de imunização do rebanho definida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

De acordo com dados da Agência de Desenvolvimento Agropecuário (Adagri), na segunda etapa, foram vacinados apenas os animais de até 24 meses de idade. O índice de cobertura, segundo o órgão, ficou em 86,3%, que corresponde a 834 mil bovinos.

O índice de propriedades declaradas na segunda etapa foi de 78,4%, ou seja, 77.558 propriedades rurais.

De acordo com o gerente regional da Ematerce Centro Sul, o médico veterinário Dr. Mauro Nogueira, há um número elevado de criadores inadimplentes, ou seja, que não estão comprovando a vacinação nas últimas campanhas.

Segundo o representante da Ematerce, em dezembro de 2020, o governo do Estado sancionou a Lei 17.355, permitindo que os criadores atualizem os dados do seu rebanho até o próximo 17 maio, sem correrem o risco de serem penalizados. "Solicitamos que todos os criadores providenciem a atualização de seus cadastros junto a Adagri, aproveitem a Lei e o prazo e procurem os escritórios da Agência, Ematerce, secretarias de Agricultura e sindicatos conveniados para atualizar as situações sanitárias e cadastrais", disse. 

Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.